segunda-feira, 8 de julho de 2019

Parabéns conterrânea!!!



  O blog abre uma exceção e faz uma publicação em pleno feriado sergipano para homenagear uma pessoa fantástica que hoje completa 35 anos (como a própria pessoa menciona com frequência a sua idade, não tenho problemas em colocar).
  Antes de começar propriamente a homenagem, o autor esclarece que, embora fisicamente não tenha nascido em Minas Gerais, tem tal Estado no sangue (pai mineiro e 3 dos saudosos avós também, além de irmã e 2 sobrinhos nascidos em Minas) e principalmente no coração, daí explicando o termo conterrânea no título desta postagem.
  Quem acompanha o dia a dia da homenageada, certamente entendeu o motivo do texto estar escrito em amarelo e azul (as cores do Livia Team).
  Uma homenagem a Lívia, mineira nascida em Juiz de Fora, veio ao mundo com uma missão especial: ajudar o próximo. Percebe-se claramente isso quem a conhece seja no dia a dia ou seja apenas nos contatos durante os treinos do Clube de Corrida Lívia Team.
O cuidado que ela tem com cada um dos alunos, as constantes ações de caridade que pratica ajudando asilos, creches e quem precisa mostram seu verdadeiro cartão de visitas. 
  Uma pessoa tão iluminada, que ao mudar-se de Minas para Sergipe foi contemplada com um grande presente: morar num Estado onde o dia de seu aniversário é feriado, o que a deixa livre para comemorar da melhor maneira possível o seu Ano Novo pessoal.
  E uma pessoa iluminada, só pode mesmo ter uma família iluminada, seja pelos pais ou pelo irmão Junior, pessoas da mais grandiosa alma que podemos imaginar.  
  Parabéns Lívia, é de pessoas assim que o mundo sempre precisará.

   MEU E-MAIL É MARCELOALVARENGA@YAHOO.COM.BR
MEU TELEFONE É 32312401


terça-feira, 23 de abril de 2019

Mãe, obrigado por tudo!!!



  No dia 05/04/2019 às 12:05h desencarnou uma pessoa iluminada, a quem tenho muito a agradecer. Aliás, a quem temos muito a agradecer, pois propagou o bem nos seus 77 anos de sua passagem nesta última encarnação. Trata-se de Dilza Apparecida Pereira de Almeida, conhecida pelos mais íntimos por Dilzinha , a  quem tenho a honra de tê-la como mãe. Sim, usei o verbo no presente, pois , embora ela tenha regressado à Pátria Espiritual, continua viva entre nós, sendo apenas uma viagem em que ela partiu primeiro e que cada um a seu tempo irá reencontrá-la. Fica a saudade, mas a certeza de quem um dia todos nós nos reencontraremos.
  Nascida no dia 14/03/1942 na cidade de Jacareí, no Vale do Paraíba paulista, desde cedo mostrou a que veio e por isso mesmo, o blog prefere lembrar dela com alegria, pois as recordações são as mais maravilhosas possíveis. Agradeço à minha mãe por ter aprendido o verdadeiro sentido da vida e do amor, agradeço pela facilidade que tenho com a escrita(algo que herdei dela e que ela herdou do meu avô Celso que por sua vez herdou do meu bisavô Ludgero, ou seja, com muito orgulho mantenho este elo).
  Pessoa determinada, aluna exemplar e especialista em passar nos diversos concursos sempre nas primeiras colocações, fez dela uma pessoa inteligentíssima, mas sua inteligência (e cultura) não era seu único atributo, mas apenas uma das muitas engrenagens desta verdadeira máquina de fazer o bem.
  Sua sensibilidade foi marcante e traduzida em uma de suas maiores paixões: o piano, onde ela tocava com maestria músicas desde o clássico até a MPB, sendo marcante a sua interpretação de Pour Elise, um dos clássicos mais conhecidos de Bethoven, que inclusive foi uma das músicas selecionadas para serem executadas na cerimônia da sua cremação, no Jardim da Saudade, em Salvador. Fascinação era outra de suas músicas prediletas e que inúmeras vezes tive a felicidade de presenciar a perfeita execução de tal música em seu piano.
  Graças a você, minha mãe, sigo a doutrina Espírita e tenho o nosso querido Divaldo Pereira Franco como um referencial. Lembro da 1ª vez que me levou para assistir a uma palestra dele, quando o Centro Espírita Caminho da Redenção ainda funciona no bairro da Calçada, na capital baiana. Eu contava com 7 anos de idade e fiquei deslumbrado, a ponto de levar uma pitoresca bronca do renomado médium pelo fato de ter feito uma traquinagem: enquanto todos se preparavam para a prece, fui passando no meio das cadeiras até pegar o microfone e falar alô. Tal episódio é lembrado até hoje pelo nosso Divaldo, que sempre relembrar o fato quando temos a oportunidade de nos encontrarmos.
  O que dizer então da maravilhosa casa do Calabar, onde passei os melhores momentos da atual encarnação e sua presença foi marcante nos educando, ensinando o verdadeiro sentido da família e fazendo brincadeiras inteligentes conosco.
  Vou relembrar outro momento pitoresco, onde apesar de passados 46 anos(na época eu contava com apenas 5 anos de idade), está vivo na memória. Minha mãe saiu para arrecadar alimentos com meu pai e um grupo de amigos(as) deles e me levou com ela. Como criança que ainda não entendia algumas definições, fui acompanhando todos e em determinado momento tomei a iniciativa de bater em uma das portas das várias residências de Salvador(não lembro exatamente o bairro) e uma senhora atendeu a porta e pensou que eu fosse um menino passando fome e me deu aquele lanche. Depois que saí, passei a entender que arrecadávamos alimentos para ajudar um orfanato baiano e sou eternamente grato por ter entrado também neste caminho graças à minha mãe.
  Inesquecível foi o cruzeiro que realizamos em 1977 para Buenos Aires e Montevidéu,  onde acompanhado de meus pais tive momentos marcantes ao passarmos o Natal em alto mar e, no meu caso particular, ter também comemorado os meus 10 anos durante o cruzeiro , que partiu e retornou ao porto de Santos.
 Em 1984 uma inesquecível viagem por Recife, São Luiz , Belém e Manaus que está guardada na memória, num momento ímpar de conhecermos diversas culturas dentro de um mesmo país. A você, querida mãe, devo também a paixão por viagens, especialmente se for de avião (nada pessoal, meu pai, também amo você, apenas divergimos um pouco em relação a aviões,...rsrs).
  Os cursos do Silva Mind Control, que considero uma base para o conhecimento que tenho hoje na área holística, e que realizei pela 1ª vez com 14 anos de idade, também graças à minha mãe, que fez verdadeiras proezas com o controle mental. Ela dizia ultimamente que conheci técnicas e terapeutas holísticos atuais graças a ela, ao me recomendar o Wallace Lima, o que não deixa de ser verdade, mas para que isso acontecesse, foi necessário que passássemos pelos ensinamentos do Silva Mind Control.
  Os momentos em que ficávamos estáticos, prestando atenção aos verdadeiros concertos que promovia com o piano também são marcantes e até hoje escuto as melodias tocadas com maestria por esta pianista de mão cheia que foi minha mãe. Impressionante a habilidade que tinha para algo tão sublime, o que parecia ser algo extremamente fácil, face ao seu imenso brilhantismo e talento.
  Antes de encerrar, jamais poderia esquecer dos famosos banhos de mangueira que recebíamos na saudosa casa do Calabar. Foi tão marcante, que optei por morar apenas em casa para ter mais acesso ao ar livre(moro numa casa aqui em Aracaju e quando estou nela, passo boa parte do tempo no quintal).
  Também não poderiam faltar os agradecimentos a todos que contribuíram presencialmente ou à distância com preces e mensagens de apoio. Não citarei nomes para não correr o risco de cometer uma injustiça e deixar de citar alguém.
  E para encerrar, só posso dizer que amo muito você e continuarei a amá-la por toda a eternidade. Siga em paz na sua nova morada.

       MEU E-MAIL É MARCELOALVARENGA@YAHOO.COM.BR
      MEU TELEFONE É 32312401










                                       

                                                    Minha mãe bebezinha

                                                   

                                                 Fotos de minha mãe criança. A última
                                                 das 2 fotos com minha tia Delma

                                                 
                                                 
                                                 Em 1956, aos 14 anos de idade, ao lado
                                                 de sua grande paixão: o piano

                                                   

                                                 Minha mãe abraçada com meu avô Celso
                                                 e minha tia Delma com minha avó Alice

                                                 
                                                 Da esquerda para a direita, minha mãe,
                                                 minha avó Alice, meu avô Celso e minha
                                                 tia Delma

                                                   
                                                   
                                                 Minha mãe durante sua juventude.Como
                                                 era linda.

                                                 
                                                 Na sua formatura, dançando com meu
                                                 avô.

                                                 
                                                 Com meu pai.

                                                 
                                                Eu no colo de minha mãe

                                                 
                                                 Dezembro de 1977, num cruzeiro com
                                                 meus pais.

                                                 


                                                 Fotos mais recentes
                                                  
                                                   
                                       Com minha mãe, Natal de 2008, Salvador-BA

                                        
                                              Comemorando meu aniversário com
                                              minha mãe, 26/12/2013, Tiradentes-MG


                                          

                                        

quarta-feira, 27 de março de 2019

São CriCri, corrida da emoção e solidariedade que já deixou saudade.




  No último sábado, 23/03/2019 foi o grande dia, programado há mais de um ano para acontecer, cercado de muitas emoções e superações em minha estreia oficial como meio-maratonista com 3 km além, posto que a corrida foi de 24 km, enquanto uma meia-maratona tem 21 km. Refiro-me à corrida Cidade de Aracaju, conhecida também por São Cristóvão-Aracaju e, mais carinhosamente, por SãoCriCri.
  A preparação oficial, começou no início deste ano, promovida com muito carinho e competência pela dupla Lívia-Geraldo, que ajudou, e muito, a lograr esse êxito. Foram treinos em ladeiras, pontes e muito mais, o que fez a temida prova se tornar menos difícil, embora fácil não seja, mas os treinamentos fazem ter tal sensação. Além do físico, foi trabalhado o psicológico de cada integrante com  uma belíssima exposição , com direito a meditação, da psicóloga esportiva Claúdia Canário. Não poderia deixar de agradecer pela eficiente parceria de Zak Moreira, que com suas práticas de movimento natural deu um aditivo  para o sucesso. E para concluir o parágrafo, também tenho muito a agradecer a esta excepcional atleta, a quem tenho a honra de tê-la como treinadora, Adriana Lopes e também a Marcel Maia pela sua multifuncionalidade como DJ e como treinador.
  Antes de relatar esta prova, vamos voltar ao ano de 2017, quando, finalmente, decidi entrar para este fascinante mundo das corridas, pensando inicialmente em correr apenas 5 km . Já pedalo há algum tempo e sempre gostei de caminhar, a ponto de , muitas vezes, tornar-me chato com pessoas que fazem questão de pegar ônibus ou irem de carro ou uber nessas "insignificantes" distâncias de Aracaju. Deixo claro, que respeito todas as opções, mas na minha mente, torna-se inconcebível que eu , com saúde totalmente em dia aos 51 anos de idade, me utilize de veículos para percorrer distâncias inferiores a 10 km(apenas vou de bicicleta ao trabalho, que fica a cerca de 3 km de onde moro, para ter tempo de almoçar em casa). Feito este breve relato, comecei a treinar por conta, 1 dia fazendo musculação e outro correndo(no início mais caminhando do que correndo), chegando a participar de 2 provas de forma independente(Corrida do Trabalhador e Corrida Touche) até descobrir os clubes de corrida. Pesquisados vários clubes, ao chegar no Lívia Team e ouvir aquele sotaque mineiro, além de uma carinhosa recepção, pensei comigo mesmo: aqui é meu lugar. Explicando a menção do sotaque mineiro, tenho Minas no sangue(meu pai é mineiro e 3 de meus saudosos avós também eram) e no coração.
Minha intuição estava certa e, logo no 1º dia de treino, tive o privilégio de conhecer Adriana sem saber que se tratava da mais completa atleta sergipana(só soube por meio dos colegas, tamanha a simplicidade de Adriana).  Com pouco mais de 1 mês de Lívia Team, fiquei conhecendo a história de Cristiano Goldenberg, que veio a Aracaju dar uma palestra e lançar o seu livro km 19. Seu exemplo de superação me motivou a querer correr meia-maratona e tive a honra de correr com ele na corrida da TV Atalaia(na ocasião, corri 5 km e ele 10). Uma pessoa que tem uma morte súbita na meia-maratona do Rio de Janeiro e consegue retornar com toda saúde e vitalidade, é algo muito forte e decidi me preparar para o grande dia.
  Indo para a corrida, iniciamos a preparação física em janeiro, com um treinamento na Ponte da Caueira, mas a preparação mental começou desde 2017 antes mesmo da palestra do Cristiano Goldenberg(começou no dia em que vi o vídeo em que ele conta sua história de superação). Passamos pelo treinamento das ladeiras de Atalaia, por trecho do percurso(16 km entre o portal de São Cristóvão e a UFS), por um treino na Ponte Aracaju-Barra, por 2 treinos com 5 voltas no Parque da Cidade, um treino de 20 km na Orla Por do Sol, até finalizar com um treino uma semana antes no horário da corrida.
  Passada a fase de treinamentos, fiz meu último treino antes da prova no dia 20/03, tirando os dias 21 e 22/03 para descanso e reforço nas meditações. Na véspera da corrida, um encontro no salão de festas do treinador Geraldo Filho, unindo corredores dos 2 clubes de corrida(Geraldo Filho Run Clun e Livia Team), contando com a palestras de corredores que vieram de outros Estados para correr, um deles inclusive com canal no youtube (Sérgio Rocha) dando dicas preciosas e motivando a turma. Terminado o encontro, fui para casa, brinquei um pouco com  as gatas e fui dormir.
  Enfim o grande dia, 23/03/2019 uma corrida tive o desafio de manter-me concentrado, pois, diferente da grande maioria, precisei superar algo além dos 24 km, um chamado fator externo: minha mãe encontra-se com a saúde fragilizada em Salvador, o que me levou a homenageá-la assim que recebi a minha medalha. Em torna das 13:00h cheguei à tenda do Lívia Team(montada em frente à OAB, na praça do Minigolfe, mesmo local de conclusão da prova) e fiquei aguardando até às 14:00h, quando um confortável ônibus nos deixou no local da largada (o Centro Histórico de São Cristóvão).
  Já devidamente instalados no Centro Histórico de São Cristóvão, ficamos no aguardo da largada, nos hidratamos, e fizemos o aquecimento e alongamento com Geraldo, que nos deixou prontos para o grande momento. Dada a largada, a emoção tomou conta e logo nos primeiros metros deu para perceber que a corrida seria especial(como de fato foi). Correndo e revivendo um momento histórico para Sergipe, onde em 17/03/1855 Inácio Barbosa foi caminhando exatamente do local da largada até o local da chegada representando a transferência da capital da então província de Sergipe de São Cristóvão para Aracaju. Não havia corrido nem 100 metros e já tínhamos uma motivadora plateia: moradores ficaram na calçada nos aplaudindo e enviando palavras de apoio. Muito lindo isso, e , confesso que em alguns momentos da corrida fui às lágrimas pela emoção e felicidade.
  Saindo do Centro Histórico, começa o trecho mais desafiador do percurso: a Rodovia João Bebe Água com suas curvas e subidas, mas novamente a receptividade do público nos motivou a superar a Rodovia, que tem aproximadamente 12 km(metade de toda a prova). Eram moradores nos incentivando e meninos esticando o braço para batermos em suas mãos e isso foi se repetindo durante praticamente todo o percurso. Vencemos a João Bebe Água e chegamos ao Eduardo Gomes, passamos pelo Rosa Elze(bairros de São Cristóvão) e os incentivos continuavam. Ao passar pela UFS , ainda em São Cristóvão, continuamos com os incentivos. Um pouco depois da UFS, surgiu o maior desafio: um trecho totalmente às escuras(largamos durante o dia, e já era noite) , mas ao mesmo tempo de muita emoção, pois neste ponto havia concluído todo o trecho de São Cristóvão e chegado a Aracaju, com 18 km percorridos, faltando 6 para o grande momento. Logo após, passamos pela largada dos 5 km(próximo ao viaduto do Bairro América), ou seja, 19 km percorridos, o que me fez lembrar de Cristiano Goldenberg e falei para mim mesmo: venci o km 19. Depois disso,  foi administrar o que restava para a realização deste sonho. Ao chegar na praça Camerino, no Centro de Aracaju, foi difícil conter a emoção, pois havia chegado aos 23 km e estava no último km da prova. Este momento foi um misto de querer ao mesmo tempo cruzar a linha de chegada e querer prorrogar essa prova, que estava dando saudade antes mesmo do final.
   Chegou o grande momento: ao cruzar a linha de chegada, parecia estar acordando de um sonho: concluí os 24 km , recebi minha medalha e tratei logo de homenagear minha mãe ao dedicar esta conquista a ela e agora é preparar para o ano que vem, mas antes de finalizar esta postagem deixo meus parabéns a Adriana, que mais uma vez nos representou muito bem e beliscou outro pódio na corrida e também destaco a excelente performance das colegas Wilma e Laudicéia, que juntas dividiram o pódio dos 10 km da faixa etária delas.
   Parabéns a todos os envolvidos, e independente do tempo de cada um, vocês, ou melhor, nós, somos verdadeiros campeões. Até 2020!

      MEU E-MAIL É MARCELOALVARENGA@YAHOO.COM.BR
      MEU TELEFONE É 32312401

 
Com Lívia, esse ser humano especial , competentíssima  


                                            treinadora e motivadora. 

Treino na ponte Aracaju-Barra dos Coqueiros

Claúdia Canário, psicóloga esportiva, excelente motivadora

Zak Moreira, importantíssimo com seus treinos de mobilidade e movimento natural



Subida na Rodovia João Bebe Água



Já em Aracaju, aproximando cada vez mais do final.

Em 2017, com Cristiano Goldenberg, exemplo de superação

Multicampeã e nossa treinadora Adriana Lopes.

Concluída a prova, já com a medalha e homenagem



 
    

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Diferenciada como atleta e pessoa



  Neste mês, o blog volta a fazer uma publicação homenageando alguém, sendo que o autor , além de considerar a homenagem merecida, entende que existem 2 motivos extras para fazer esta publicação no mês de fevereiro: o fato do dia do atleta ser no mês corrente (19/02) e a homenageada aniversariar em fevereiro (04/02).
  A homenageada de hoje é Adriana dos Santos Lopes, uma vencedora nata, tanto na vida como nas corridas, dona de uma simplicidade e humildade admirável. Trata-se da atleta especialista em pódios(boa parte deles no lugar mais alto), mas que jamais deixou o sucesso subir à cabeça, muito pelo contrário, sempre bem atenciosa com as pessoas, o autor tem muito a agradecer a ela, e vai revelar no decorrer desta postagem um fato que gerou uma gratidão imensa a ela.

 





  O autor faz parte do Clube de Corrida Livia Team desde 2017 e teve a felicidade de conhecer esta atleta e pessoa ímpar no dia a dia do clube, pois além da também iluminada Lívia(por sinal a homenageada da postagem anterior), Adriana faz parte do clube como treinadora e ser treinado por uma atleta top ajuda e muito.
  Assim que entrou para o Livia Team, o autor assistiu a uma  breve entrevista de Adriana na TV Atalaia , onde a mesma contou sua emocionante história de vida até chegar ao mundo das corridas e se tornar uma atleta de ponta com incontáveis vitórias nas corridas de rua em Sergipe e fora do Estado. Recomendo você, caro(a) leitor(a) a assistir à referida entrevista pelo link https://www.youtube.com/watch?v=Xlm1MOVgPeY&t=36s .  Sem dúvida alguma, é a mais completa atleta sergipana , tendo chegado a tal ponto devido à sua dedicação aos treinos e , principalmente por acreditar sempre em seu potencial, confirmando o que o autor sempre coloca : pessoas de sucesso são pessoas positivas e com autoestima elevada .
  Conforme prometido no início desta publicação, o autor revela neste parágrafo o fato que gerou uma gratidão imensa , aliada à admiração que já possuía e possui, em relação a Adriana . Vamos ao fato: o autor é terapeuta holístico , trabalhando com a técnica conhecida por Barras de Access e tal técnica trabalha na intenção de deletar arquivos que criamos e nos atrapalham em certos projetos. Você deve estar pensando o que isso tem a ver com Adriana e respondo que aparentemente nada, mas no caso particular do autor tudo, pois tinha uma falha nos treinos e corridas: sair largando com todo gás e caminhando em vários períodos, e quebrando o ritmo da corrida. E quando Lívia colocava na planilha para que o trajeto inicial do treino(tipo o 1º km) fosse feito em caminhada ou trote leve, eu tratava de fazer caminhando e dizia abertamente que eu optava assim para não me empolgar e sair na disparada.
Num treino coletivo realizado no mês de dezembro, o autor correu 10 km e foi o primeiro a passar pelo ponto de hidratação inicial e quem estava lá para nos fornecer a água era justamente Adriana que deu um bela chamada de atenção(com toda razão) ao perguntar-me onde eu estava indo com tanta pressa.
Quando concluí o treino, a mesma Adriana foi mais incisiva e me disse que eu procurei o clube para praticar corrida e não corrida com caminhada, alertando ainda que eu havia colocado na cabeça que deveria alternar corrida e caminhada, o que prejudica, e muito, o desempenho. Adri acertou em cheio e sem perceber, usou Barra de Access nas palavras, ajudando-me a deletar tal arquivo de minha mente.
  Muito obrigado Adriana, de pessoas como você que o mundo precisa. Você é reconhecidamente uma pessoa de sucesso e faz a diferença. Espero mais uma vez (e acredito) vê-la no lugar mais alto do pódio dos 24 km da corrida Cidade de Aracaju(também conhecida por São Cricri), a ser realizada dia 23/03/2019.


   MEU E-MAIL É MARCELOALVARENGA@YAHOO.COM.BR
   MEU TELEFONE É 32312401
 

 


terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Uma pessoa iluminada

  O blog resolveu homenagear uma pessoa iluminada; há algum tempo o autor está ensaiando esta postagem e está finalmente colocando em prática, por considerar este o momento ideal.
  A pessoa referida é uma mineira de Juiz de Fora, radicada há cerca de 10 anos em Aracaju. Trata-se de Lívia Fernandes Pires, carinhosamente chamada de Livinha pelos amigos e integrantes de seu Clube de Corridas Livia Team (por sinal, o autor sente honrado em fazer parte de tal clube e recomenda a todas as pessoas que queiram entrar para o mundo mágico das corridas).






  Lívia, além de ser uma competentíssima treinadora, é um ser humano especial, que visa sempre ajudar o próximo. Exemplos clássicos são as suas arrecadações de alimentos, roupas e tantas outras coisas direcionadas a instituições de caridade, na qual ela vai regularmente entregar(boa parte das vezes deslocando-se para a cidade de Lagarto para fazer caridade).
  Outro exemplo bastante comovente foi a campanha que ela fez para que uma gata que acompanhava nossos treinos sempre fosse adotada(tal gata era uma das muitas gatas abandonadas nas ruas de Aracaju) e que teve um final feliz.
  E o que dizer do constante pensamento no bem estar de todos , inclusive daqueles que fazem parte de outros clubes de corrida ou treinam sozinhos ? Sim, esse zelo é percebido claramente com a convocação que ela faz constantemente para que participemos dos cursos de primeiros socorros promovidos gratuitamente pelo Projeto Salve. Algo fantástico, que pode ajudar a salvar uma vida.
  Se ficarmos aqui citando tudo que ele tem feito, faltará espaço, por isso, o autor tem consciência que tudo o que está sendo postado é uma pequena amostragem da sua contagiante luz. Contagiante sim, pois ela é responsável por uma verdadeira façanha nos dias atuais: criar um grupo no whatsapp (ou em qualquer outro local físico ou virtual) com mais de 200 pessoas e jamais ter aparecido mensagem sobre política(E olha que, com certeza absoluta, há pessoa no grupo das mais diferentes correntes político-partidárias). E de quebra, em seus encontros não se fala de política(naturalmente, diferentes assuntos aparecem, mas os partidos e/ou políticos não fazem parte das conversas) e , por isso mesmo, há um respeito formidável entre os que fazem parte do grupo Livia Team.
  Pessoa batalhadora, um alto astral contagiante, merece todas as homenagens. O autor sempre valorizou pessoas otimistas e despreza qualquer pensamento pessimista, sendo portanto mais um motivo para homenagear este fantástico ser humano.
  Lívia, o título da postagem poderia perfeitamente ser Surpresa para Livinha 2, já que não deixa de ser uma surpresa para você, apenas diferenciando da 1 no fato desta ter sido coletiva numa feliz ideia da nossa colega (também iluminada) Tininha (onde o autor e mais 80 colegas aderiram imediatamente) .  
  Parabéns Lívia, continue sendo esta pessoa e profissional maravilhosa; nós só temos a ganhar (e você, muito mais) . Você realmente faz a diferença e é uma pessoa de sucesso.

  MEU E-MAIL É MARCELOALVARENGA@YAHOO.COM.BR
  MEU TELEFONE É 32312401 


 

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

BLOQUEANDO EM MASSA

  O autor resolveu fazer uma postagem que foge ao estilo das demais, pois , embora seja polêmica como a maioria, tem um certo ar de desabafo, chegando a ser rude em alguns momentos; porém, o autor julga ser necessário neste momento.
  Para começarmos, observe, caro(a) leitor(a), o título em caixa alta. Mesmo sabendo que fere as regras de etiqueta, por caracterizar gritos, xingamentos ou outras coisas desagradáveis, a forma colocada foi proposital(assim como o título também).
  Nos dias atuais, as pessoas usam verdadeiras máscaras, escondendo-se por trás de uma tela de celular ou computador, evitando o contato físico e telefonar caso seja um telefone fixo. Muito feliz o comentário do leitor Manoel Campos, e foi concordando com tal comentário que utilizei o termo máscaras. Para facilitar o seu trabalho, o autor transcreve aqui o referido comentário (lembrando que o mesmo se encontra na postagem https://marcelopensante.blogspot.com/2019/01/uma-legiao-de-masoquistas-e-egoistas.html#comment-form ) : "Infelizmente, a arte de se reunir com pessoas está quase em extinção. Penso que a escassez de tempo alegada por muitos não passa de uma desculpa menor para esconder, de verdade, as fraquezas de nossa alma e o medo de revelar o grande vazio existencial que toma conta de tais pessoas. Então, não querendo saber quem somos é melhor ficar escondido na telinha do whatsapp.
Parabéns pelas verdades ditas no seu belo texto. "

  Pois bem, por mais que o autor peça para que as pessoas liguem no fixo e não me contactem pelo whatsapp para avisar sobre algo ou pedir alguma informação, as pessoas insistem em fazer o mesmo e o autor tomou 2 decisões:
     1- Não responderá whatsapp de ninguém(salvo nas situações em que o autor estiver viajando). Portanto, se quiser resposta, ligue 32312401 e terá prontamente.
     2- Bloqueará todos os contatos que insistirem em fazer diferente do que é pedido, pois já avisou que só utilizará esse irritante aplicativo em caso de viagem  e olhe lá. Para casos que é mais viável a Internet, que se envie para o e-mail que sempre é colocado no final das postagens.
  Nesses dias, tenho entrado esporadicamente apenas para tirar aqueles números e evitar que o celular fique travando quando o autor precisar viajar. Será que o ego das pessoas é tão forte, a ponto de não entenderem esta simples mensagem?
  Sou radicalmente contra ter "amigos" apenas de whatsapp; aliás, embora seja da área de exatas e ainda trabalhe com TI, entendo que no planeta existem pessoas e cada uma delas é um ser e não um mero número.
  O autor é terapeuta holístico, mas isso não impede que o mesmo fique indignado e resolva colocar  de forma clara o que o incomoda. O tom duro é justamente por querer o bem de todos, pois se tem algo que o autor repele é a omissão.
  Para encerrar, vamos para algo mais soft para aliviar o lado hard deste texto: o autor reforça que sorteará 5 sessões de Barra de Access no dia 09/02/2018 no restaurante Dona Dina (na Avenida Pedro Paes de Azevedo, no bairro Salgado Filho, em Aracaju) entre todos que vierem a comentar qualquer postagem deste blog e estiverem presentes no ato do sorteio. 
  
   MEU TELEFONE É 32312401 E MEU E-MAIL É MARCELOALVARENGA@YAHOO.COM.BR
   

quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Lembretes


  O blog está publicando um texto em formato diferente, que na verdade são lembretes do autor de forma explicada, porém, os comentários continuam válidos e quem comentar, com 5 ou mais linhas, até o dia 03/02/2019 estará concorrendo a 5 sessões totalmente gratuitas de Barras de Access, desde que esteja pessoalmente no sorteio a realizar-se dia 09/02/2019 a partir das 12:00h no Restaurante Dona Dina, no bairro Salgado Filho, em Aracaju(exceção aberta àqueles que não residem em Aracaju, que para concorrerem ao prêmio, basta comentar, com pelo menos 5 linhas, esta ou qualquer outra postagem do blog).

  1- Ligações telefônicas só serão recebidas até às 19:00h                       em dias  úteis e 18:30h em finais de semana e feriado, devendo ser direcionadas exclusivamente ao telefone 3231-2401(salvo por motivo de força maior).

      Justificativa: O autor dorme cedo e gosta de dormir mais cedo ainda em finais de semana e feriados(nada melhor do que apreciar tranquilamente o nascer do dia), fazendo questão de meditar antes de dormir, precisando assim, ter a tranquilidade suficiente para preparar o ambiente, além de necessitar de tempo para ler , estudar e pode dedicar um tempo na produção do seu 1º livro(o autor faz questão de ser um CDF declarado).

  2- Ligações para celular, seja a ligação originada ou recebida, terão duração máxima de 5 minutos. No caso do telefone fixo o tempo passa a 10 minutos, podendo ter duração maior caso o telefone não seja de Aracaju e, principalmente, se a ligação for originada ou recebida pelos pais do autor.

      Justificativas: 2.a - No caso dos celulares, o motivo é algo que o autor sempre defende e mostra com estudos: de que o tempo máximo para se usar celular para se ter um nível de radioatividade aceitável  pelo organismo é 30 minutos por dia com ligações de no máximo 5 minutos. O autor sabe que boa parte das pessoas irá usar mais do que o recomendado e não impõe tal mudança, porém, não quer colaborar para o que julga errado e nem um pouco saudável.

                              2.b - No caso da telefonia fixa, um dos motivos é o autor valorizar os contatos pessoais; numa cidade minúscula como Aracaju, teoricamente, se alguém puder falar por um longo tempo pelo telefone, estará com tempo de conversar pessoalmente(daí o motivo de poder flexibilizar o tempo apenas em caso da pessoa estar fisicamente  fora de Aracaju). O outro motivo é que o telefone foi feito para ser prático e devemos deixá-lo livre para eventuais emergências, que possam acontecer, e venha a ser necessário avisar o autor. Além do mais, se o autor valoriza contatos pessoais e precisa ligar para retomar tais contatos, além de fazer contatos buscando prospectar clientes para a sua atividade terapêutica, aliado ao fato de ter pais idosos que residem fora de Aracaju, torna-se necessário uma otimização do uso do telefone, deixando-o livre em boa parte do dia e sendo coerente com o pensamento do autor.

      3- O autor fará percursos na cidade de Aracaju apenas caminhando, correndo ou de bicicleta caso tal percurso seja feito durante o dia(salvo motivos de força maior).

           Justificativa: Como cicloativista que é e, ao mesmo tempo, inimigo número 1 do sedentarismo, o autor decidiu vender o carro quando ainda morava em Recife para , além de economizar, ajudar o meio ambiente. Por isso, tratou de adquirir uma bicicleta para utilizar em percursos mais longos ou quando estiver carregando peso(para isso, instalou uma bagageira na bike) ou ainda, quando precisar chegar mais rápido ao destino. Em distâncias inferiores a 5 km, o autor prefere fazer o percurso caminhando na maioria das vezes, podendo também ser feito correndo ou pedalando.

      4- O autor ama receber visitas, mas pede a quem for na residência do autor que desligue o celular(ou deixe no modo avião se desejar tirar fotos ou fazer vídeos) ou o deixe no quintal.

      Justificativa: Em ambientes internos, o celular precisará de mais potência para efetuar ou receber ligações ou ainda acessar a internet, o que gera mais radioatividade no ambiente, afetando a mim e também as gatas do autor, mas esta não é a única justificativa. A outra(e ainda mais forte), é que devemos conversar olhando no olho e dando atenção a quem está do nosso lado(se ficarmos olhando na tela do celular, não estaremos olhando no olho da pessoa que está ao nosso lado, além de estarmos sendo extremamente mal-educados).

      5- O autor virou vegano e , consequentemente, deixou de consumir os únicos ingredientes animais que ainda consumia(ovos e mel) . Além disso, não consome gluten e açúcar. Logo, se o autor for convidado a um ambiente onde só sejam servidos produtos com ingredientes animais, gluten ou açúcar, o autor não os consumirá, entendendo o dono da residência e permanecendo no local.

      Justificativa: Embora pareça justificado, mas a parte final merece uma breve explicação; o autor permanecerá no local, pois entende que o importante é o contato com as pessoas a quem temos como amigos e que a comida é um mero detalhe.

      6- O autor não servirá bebidas alcoólicas e nem aceitará que os convidados as levem em eventos organizados por ele. Já em relação a produtos animais, o autor não comprará nem servirá, mas aceita que os convidados levem carnes e outros itens animais, desde que não deixe nada com o autor caso venha a sobrar.

      Justificativa: O autor considera uma imoralidade as bebidas alcoólicas serem legalizadas e, por isso mesmo, não concorda com algo que considera ilícito(embora, infelizmente não seja, mas é imoral) adentre a sua residência. 
   

      Passados os lembretes, o autor finaliza dizendo mais uma vez:
MEU TELEFONE É 32312401 e MEU E-MAIL É MARCELOALVARENGA@YAHOO.COM.BR
      

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Uma Legião de Masoquistas e Egoístas

    O blog mais uma vez vem trazer reflexões polêmicas, e desta vez resolveu pegar pesado. Será um jogo duro, mas na bola.
  O autor tem batalhado pelo resgate das relações pessoais e isso passa muito além de um processo de conscientização; tem que ter determinação para se resgatar isso, e determinação passa obrigatoriamente por gerenciar melhor o tempo.
  As pessoas hoje se tornaram egoístas e masoquistas(com raríssimas exceções), que não se deram conta de que é muito mais prático fazer e manter as amizades hoje do que há 30 anos ou mais, pois naquela época se trabalhava mais do que hoje e nem todas as pessoas(na verdade, a maioria delas não possuíam) possuíam algum telefone para contato(por mais que os masoquistas atuais inventem que estão sem tempo para aproximarem-se das pessoas). Sim,  inventam , porque além de masoquistas são egoístas , pois se podem passar 2 horas ou mais em redes sociais, podem perfeitamente usar esse período para estreitar os laços e amizades pessoalmente ; a questão não é falta de tempo, mas falta de gerenciamento dele, uma consequência lógica da era da tolice que vivemos(o ser humano hoje está mais tolo, e quem diz isso não sou eu; veja o título da Revista Super Interessante do mês de setembro de 2018 no link https://super.abril.com.br/especiais/a-era-da-burrice/ ). O autor deixa claro que jamais usará o termo burrice, pois como legítimo defensor dos animais, não aceita que se menospreze esse simpático muar, que na verdade é mais inteligente do que se pensa.
  Como podemos demonstrar que não se priorizam as amizades e ao mesmo tempo não se gerencia o tempo de forma eficiente(sem querer ser arrogante, mas de gerenciar tempo, pouquíssimas pessoas entendem mais do que o autor) ? Simples; além do já citado exemplo das redes sociais, perdeu-se também o hábito de simplificar as coisas. Tarefas que podem ser feitas simultaneamente, como por exemplo caminhar e ir ao supermercado, ao cinema, visitar um amigo e tantas outras coisas que possam vir à mente do leitor são feitas separadamente. Sim, porque se reservando os minutos para a caminhada separadamente dos minutos a se ir a um local, já perdemos o tempo que teríamos livres para fazer outras atividades essenciais(como por exemplo, encontrar pessoalmente um amigo), além de tornarmos sedentários e escravos dos veículos motorizados. 
  Outro exemplo bem clássico de como se perder minutos bobos, mas cruciais reside no fato de não irmos direto ao ponto, como por exemplo ao chegarmos em casa ficarmos com leseira e não fazermos nada, atrasando nossa refeição, nosso banho e dificultando a tarefa de ler, de contactar um amigo ou mesmo de fazer uma breve visita a alguém. 
  E a leitura ? Infelizmente é algo em extinção e a prova maior disso são os grotescos erros de Portugueis(olha um erro proposital, pois obviamente sei que se escreve Português), tais como: confundir mas com mais, escrever imagi ao invés de imagem, trocar mostrar por amostrar e, o pior deles, não entender tempos verbais, pois é comum cometer erros do tipo "Se chorei ou se sorrir(...)", quando na verdade o correto é Se chorei ou se sorri(...) (o autor colocou as reticências entre parenteses por se tratar de um trecho da música Emoções, interpretada por Roberto Carlos e composta pelo próprio em parceria com Erasmo Carlos). E o incrível erro "para dá", quando neste caso deveria ser usado no infinitivo.
  Os momentos de lazer ? Estão em extinção justamente pela tolice do ser humano, aliada ao seu masoquismo e da vontade de usar "muletas". Sim, muletas no sentido de poder usar a falta de tempo como desculpa, mas na verdade é o egoísmo aliado à falta de um gerenciamento eficiente do tempo está levando o mundo à bancarrota moral, onde se consideram as pessoas apenas um número.
  Vamos ver se você leu, e para isso, lanço um desafio: que tal sair do armário e deixar o sedentarismo físico e mental de lado, visitando alguém, lendo um livro e comentando aqui ? Detalhe, o autor sorteará 5 sessões de Barras de Access entre todos aqueles que comentarem este tópico  ou qualquer tópico anterior no blog até o dia 03/02/2019, mas tem que ser cometários concisos(não vale ser algo do tipo concordo, legal, e coisas do gênero, tem que ser em forma de texto com no mínimo 5 linhas e  sem erros de ortografia). Detalhe extra sobre o sorteio: se for alguém que resida em Aracaju, deverá estar pessoalmente no Restaurante Dona Dina, onde será realizado o sorteio, no dia 09/02/2019 a partir das 12:00h(não é necessário consumir, apenas a sua presença física, sendo que, se, você residir em outra cidade, estará dispensado de ir e concorrerá normalmente).
  Para encerrar, MEU E-MAIL É MARCELOALVARENGA@YAHOO.COM.BR E MEU TELEFONE É 32312401 
  

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Vantagens do fixo e e-mail sobre celular e whatsapp

     O blog resolve acender de vez uma polêmica que o autor costuma causar em contatos pessoais e passa para a Internet como foco total, sendo este texto uma maquete do que virá no livro O Cigarro Invisível, que em breve será lançado, cujo autor é o mesmo que escreve este texto.
  Num mundo em que as pessoas vivem em ritmo exageradamente veloz(e erroneamente também), o autor tem focado no seguinte lema: correr, só esportivamente com o clube de corrida Lívia Team, aqui em Aracaju, e algumas corridas de rua. No restante, para a correria diária e o stress(ambos viraram status nos dias atuais) o autor usa a conhecida expressão: "Tô fora" .
  Estamos sendo prolixos neste texto ? Talvez sim, mas a intenção do autor é fazer com que o leitor aprenda a ler os textos nas entrelinhas, inclusive lendo as introduções dos livros.
  Indo agora ao assunto, vamos dividir este texto em 2, começando com  uma abordagem sobre a vantagem de se utilizar um telefone fixo em relação ao celular, finalizando mostrando a vantagem do e-mail sobre o whatsapp. 

                      Por que telefone fixo ?

    1- O telefone fixo não emite radiação
    2- O uso do telefone fixo não está dependente da memória restante no aparelho, devido a usos de aplicativos(tipo whatsapp, facebook, instagram, etc), não gerando travamentos
    3- O telefone celular interfere negativamente no sono e na memória do usuário. No sono, porque a sua luz engana o cérebro, emitindo sinal de que ainda é dia(mesmo durante a noite), inibindo a produção da melatonina(hormônio responsável pelo sono e que só é produzido no escuro) e na memória, porque, assim como os aparelhos, nosso cérebro tem uma determinada capacidade de armazenamento diário e quando nossa memória se esgota, as novas informações não serão armazenadas no nosso cérebro. Com o excesso de informações que recebemos pelo celular, nossa memória fica comprometida.
    4- O telefone fixo é muito mais econômico, embora a maioria das pessoas não perceba este detalhe por estar atenta apenas aos planos de telefonia. Pois bem, aqui em Aracaju a empresa de telefonia fixa com o menor preço para ligações ilimitadas DDD para fixo e celular de qualquer operadora tem um custo mensal de R$ 45,00 , enquanto a operadora de telefonia celular com menor custo e plano similar sai por R$ 39,90. Começa parecendo uma contradição, mas não é!!! Acontece que a maioria dos usuários esquece que depois de 1 ano(no máximo 2), o usuário precisará adquirir um novo telefone celular, sob pena de não conseguir rodar a maioria dos aplicativos e ainda ser penalizado pelo sinal referente às ligações, o que gerará um custo anual de aproximadamente R$ 600,00(se considerarmos um aparelho básico) ou seja, mais R$ 50,00 mensais, totalizando R$ 89,90 mensais ou R$ 1078,80 anuais. No fixo em questão, acrescenta-se a taxa de instalação no valor de R$ 180,00 e um aparelho(que se bem cuidado pode durar 5 anos) básico em torno de R$ 60,00. 
O aparelho, que dura 5 anos, tem um custo módico de R$ 1,00 mensal e a instalação R$ 15,00 mensais, com um detalhe que só ocorre no momento em que a linha for instalada, ao contrário dos celulares, onde temos que constantemente trocar de aparelho. Ou seja, no 1º ano seu fixo sairá por R$ 61,00 mensais(ou R$ 732,00 anuais).
     

                      Por que e-mail ?

    Nos dias atuais pode parecer estranho falar de e-mail devido ao fato das pessoas terem ficado, de forma geral, bitoladas no whatsapp, deixando o facebook e o instagram como opções alternativas, mas esquecendo totalmente do mais útil de todos: o e-mail.
    Mas por que essa defesa do e-mail ? Muito simples de explicar, embora seja complexo de entender numa sociedade que parece mais uma legião de papagaios, ou seja, repete tudo sem saber o porquê. 
    É público e notório que o autor é "alérgico" a celulares, mas deixando isso de lado, observem como as pessoas tem excrito errado(deixo claro que cometi propositadamente o erro ortográfico grotesco, pois sem muito bem que o particípio do verbo escrever é escrito, e não excrito, para chamar a atenção para a importância de se ter um Português impecável). E qual o motivo? Existem vários, mas o principal deles é a falta de leitura, gerada pela preguiça mental que o whatsapp(por excesso de imagens e mensagens produz).  Porém, existe uma outra vantagem de ordem técnica que raríssimas pessoas percebem(ou fingem não perceber): o e-mail pode ser utilizado em qualquer computador(seja desktop, notebook, netbook, etc), tablet ou celular, enquanto o whatsapp necessita do tablet ou celular(sei que existe o whatsapp web para poder ser acessado nos computadores, mas é necessário um acesso pelo celular para que se possa utilizá-lo). E daí, pode perguntar um leitor que não encaixou os fatos? A resposta é que no mesmo aparelho que você pode acessar seu whatsapp, você pode acessar o e-mail e tem a vantagem de não ficar consumindo espaço no seu celular, atrapalhando, algumas vezes, de se fazer e receber ligações, além de dificultar o uso do próprio aparelho.

    Com esses fatos, coloco o leitor para uma reflexão profunda, colocando-me a disposição para quaisquer esclarecimentos que estejam ao meu alcance. 
    Pedindo licença a um saudoso candidato à Presidência da República(ex-deputado federal) que encerrava seus pronunciamentos com aquela conhecida frase, encerrarei com outra parecida para que você possa enviar e-mails:
MEU E-MAIL É marceloalvarenga@yahoo.com.br
        




 
  


segunda-feira, 1 de outubro de 2018

As deputadas do amor


Mais uma vez o autor quebra o protocolo deste blog e volta a falar de política, ao declarar seus votos para esses 2 seres humanos extraordinários que são a vereadora Kitty Lima , candidata a deputada estadual, e Layse Santiago, candidata a deputada federal. O autor não quer induzir ninguém ao voto e respeita quem votar diferente, mas fará um apanhado mostrando o trabalho de ambas e justificando a escolha(deixando claro que a escolha é independente da amizade, da admiração e do carinho que o autor nutre por elas e pelo trabalho de ambas).
Vamos agora fazer nossa singela homenagem a cada uma individualmente, embora trabalhem em conjunto com muita sintonia.





  
                                        

                                      Layse Santiago   

  Layse Santiago Costa Jasmim nasceu em Aracaju no dia 20/04/1991 e, mesmo jovem, tem grandes serviços prestados à população de Aracaju por meio da causa animal, tendo destinado à adoção vários cães e gatos de rua em seu incansável trabalho por meio da ONG Anjos, da qual atualmente é vice-presidente.
 Trabalhando em conjunto com a vereadora Kitty Lima (de quem falaremos a seguir) na ONG, tal          parceria se estende agora ao campo político.
 O autor desta postagem é testemunha deste incansável trabalho, sem nenhum auxílio político, se mantendo na solidariedade e amor ao próximo.
 Uma pessoa que nunca teve interesse em entrar para a política, mas perante a atual situação política de nosso país e para fortalecer a causa animal a nível nacional, dispôs seu nome para concorrer ao cargo de deputada federal. Caso eleita, já entrará para a história da política sergipana, pois jamais uma mulher foi eleita deputada federal no Estado de Sergipe, mas certamente fará ainda mais história ao levar o seu legado de amor para a Câmara Federal.
 No dia 07/10 o 1º voto de cada eleitor será para a Câmara Federal, tal motivo por iniciar o depoimento falando de Layse, que será o meu 1º voto nas eleições de 2018 (esperando que seja também o seu, mas respeitando sua posição e voto).
 Portanto, dia 07/10 o meu voto para deputada federal será Layse Santiago 1800.

                                                     

                                       Kitty Lima

 Priscilla Lima da Costa Pinto nasceu em Aracaju em 26/09/1988, sendo conhecida por Kitty Lima, é uma jovem com imensos serviços prestados em favor dos animais, atualmente sendo uma das 2 únicas vereadoras da atual legislatura em Aracaju..
  Quando criança, questionava sempre a mãe por colocar pedaços de carne em seu prato de comida, perguntando o motivo de termos que nos alimentar com a morte de criaturas inocentes.
  Seu amor aos animais se demonstrou latente desde a sua infância, a ponto de possuir 7 gatos trazidos da rua para a sua casa quando contava com apenas 5 anos de idade. Mas sua mãe, preocupada com possíveis doença, terminou por dar todos os gatos, mas a nossa heroína não desistiu da causa continuou levando os animais para casa e cuidava escondido deles, até os pais descobrirem e brigarem com ela(palavras da própria vereadora em entrevista dada à G1 Sergipe em 24/12/2014).
  Sem poder lutar contra os familiares, Kitty, resolveu fazer um projeto ao invés de colocar animais dentro de casa, sem nenhum tipo de controle e muito menos sem a aprovação dos pais. A jovem criou uma pagina na internet para de alguma forma manter sua contribuição voluntária com os animais, nascendo assim o ONG Anjos de um Resgate, cujo nome atual é Anjos, sendo Kitty Lima a sua presidente.
  Seu brilhante trabalho seguindo os ensinamentos de Francisco de Assis, o levou a entrar na política, candidatando-se a vereadora por Aracaju no ano de 2016, sendo eleita a 3ª maior votação obtendo 4925 votos e, em termos proporcionais, a mulher mais votada na região Nordeste entre todas as candidatas a vereadora.
  Honra seu mandato, trabalhando com total independência ao votar com suas convicções(independente da autoria vir da situação ou da oposição) em projetos apresentados por seus colegas vereadores, além de apresentar valiosos projetos, 
 Já chegou mostrando seu cartão de visitas ao apresentar e ter aprovada por unanimidade a projeto para colocar em funcionamento o castramóvel e, mesmo estando em funcionamento, tem cobrado (com toda razão) uma maior eficiência, haja vista que o projeto contempla animais machos e fêmeas, mas a prefeitura só está utilizando para castrar machos, e ainda assim em escala reduzida.
Tem a PLO 105/2018 ainda a ser votada que institui atendimento prioritário aos diabéticos, tanto na rede pública como na rede privada, em exames que requeiram jejum prolongado.
Tem atuado também de forma atuante na defesa da mulher, tendo criada uma PL com a intenção de coibir o assédio sexual às mulheres no transporte coletivo.
 Sua assiduidade é comprovada, tendo tido uma única ausência em toda a legislatura, com a mesma só ocorrendo por recomendações médicas, haja vista que nossa amiga sofreu um grave acidente automobilístico( graças a Deus todos sobreviveram sem sequelas e em poucos dias estavam de volta às suas atividades). Porém, essa assiduidade tem incomodado os vereadores faltosos, pois Kitty apresentou um projeto que previa desconto na folha dos vereadores que faltassem às sessões de maneira injustificada.
 Tentou ,de maneira humana, resolver o problema dos carroceiros e preservar a vida deles, de seus familiares e dos cavalos, onde seu projeto previa o fim gradativo das carroças num período de 6 anos, sendo que durante a fase de transição, os carroceiros seriam submetidos a cursos de capacitação profissional extensivo a seus familiares, mas infelizmente, por capricho daqueles que não aceitam uma nova e humana forma de fazer política, o projeto foi reprovado.
 Sua forma íntegra de trabalho levou o autor deste texto homenagear ,através das gatas adotas junto a ONG Anjos, a nossa vereadora, que é sem sombra de dúvidas a minha(e espero que do leitor também) deputada estadual , pois os nomes dados às gatas são Priscilla e Kitty.
 Como o 2º voto no dia 07/10 será para Deputado (no caso específico Deputada) Estadual, após votar em Layse Santiago, sugiro ao leitor (se for eleitor de Sergipe) a votar Kitty Lima 18000, a nossa Estadual.
 Que façamos a nossa parte, e se for da vontade de Deus, que sejam eleitas as deputadas do amor.

                                                        


 

       

quinta-feira, 7 de junho de 2018

Muito além da causa animal

 O autor desta postagem, embora afirme (e confirme) categoricamente que evita embates sobre política neste espaço, resolve abrir uma exceção para falar sobre uma pessoa que tem mandato político, sendo atualmente vereadora na cidade de Aracaju.
 O motivo para tanto é uma questão de justiça e esclarecimento, independente de ser amiga pessoal do autor (tão amiga, que as 2 gatas que o autor possui foram adotadas diretamente com a vereadora e uma delas recebeu o seu nome, ou seja, Priscila).
A pessoa a quem estamos fazendo referência é a vereadora Priscilla Lima da Costa Pinto, conhecida por Kitty Lima, que, além de vereadora, é presidente da ONG Anjos de Um Resgate.


O autor foi abordado por um colega de trabalho que teceu críticas infundadas à sua atuação ao dizer que a mesma apenas tem projetos para os animais e ainda zombou do Direito Animal. Embora a resposta tenha sido dada pessoalmente à referida pessoa, o fato instigou-me a fazer uma publicação neste blog para esclarecer sobre direito animal e mostrar com provas(e não com blábláblá) a atuação brilhante desta guerreira do bem e que a cada dia demonstra mais o seu desapego às coisas materiais e às vaidades pessoais(algo difícil no mundo político).
Falando sobre a questão animal,  ela envolve nós, humanos, por 2 motivos (ambos ignorados por muitos, embora a 1ª razão nós aprendemos ainda no ensino infantil):
 1- Somos também animais
 2- Os animais abandonados transmitem doenças aos humanos, logo, o resgate para adoção é algo que beneficia a população humana.
A vereadora Kitty Lima luta para que tenhamos um Pronto Socorro Veterinário Público e o autor apoia a ideia e argumenta que jamais será dinheiro jogado fora, indo além, afirmando que certamente contribuirá para melhorar a saúde dos humanos, permitindo assim um melhor atendimento na rede hospitalar pública e privada. E por que afirmo isso com tanta convicção? Resposta simples, justificada pela 2ª razão pela qual a questão animal está relacionada com a causa humana, onde apenas disponibilizar os animais para adoção não resolve totalmente a problemática(embora seja muito importante), pois há muitas pessoas de baixa renda que gostam de animais mas não os adotam por não terem condições de bancar com as despesas como vacinação, idas a veterinário(tanto para consultas de rotina, como principalmente em caso de emergência), entre outras despesas. Certamente com um Hospital Veterinário público, boa parte dessas  pessoas de baixa renda já poderiam adotar o seu cão ou o seu gato, ajudando a retirá-los da rua , contribuindo para uma melhora na saúde da população humana de Aracaju.
Se a vereadora estivesse trabalhando apenas na Causa Animal, já seria motivo de sobra para estar honrando o mandato, mas a vereadora tem ido muito além da causa animal, apresentando projetos em outras áreas, como por exemplo o PLO 105/2018 que institui o atendimento prioritário aos diabéticos ,no município de Aracaju, quando estes realizarem exames laboratoriais (tanto na rede pública como na rede privada) que sejam necessários o jejum.
Vale citar também o PLO 324/2017 onde o mesmo dispõe sobre medidas de conscientização e publicidade do uso abusivo de agrotóxicos em alimentos comercializados nos supermercado e hipermercados de Aracaju.
E o que dizer do PLO 102/2018, que estabelece sanções aplicáveis às empresas que utilizarem trabalho escravo ou infantil na cidade de Aracaju?
E o importantíssimo PLO 38/2018 que proíbe, no âmbito do Município de Aracaju,  a inauguração e entrega de obra pública municipal incompleta ou concluída sem condições de atender aos fins a que se destina?
Podemos também destacar o PLO 283/2017, que torna obrigatória a presença de médico veterinário como responsável técnico nos supermercados, hipermercados e casas atacadistas de carnes onde sejam produzidos, manipulados, fracionados, armazenados e comercializados produtos e subprodutos de origem animal. Tal projeto foi aprovado na Câmara Municipal de Aracaju, mas , infelizmente foi vetado pelo prefeito Edvaldo Nogueira e tal veto não foi derrubado na Câmara Municipal de Aracaju.

Poderíamos passar o dia falando da atuação desta jovem e digna trabalhadora, mas o blog disponibiliza o seguinte link para que o leitor possa verificar a atuação da vereadora e ainda poder baixar na íntegra cada projeto apresentado pela mesma. Eis o link:  http://200.151.187.98:8080/sapl/consultas/parlamentar/relatoria/proposicao/proposicao_index_html?cod_parlamentar=88
O blog encerra esta postagem com apoio a este brilhante trabalho e o autor declara, com 100% de certeza, a vereadora terá o seu voto, caso venha a se candidatar a deputada (Estadual ou Federal) .
Parabéns Kitty Lima, é de pessoas como você que o nosso país precisa. Mostrou com todas as letras que faz a diferença


segunda-feira, 14 de maio de 2018

A verdadeira rede social

  O blog volta a fazer uma publicação após mais de 1 ano de inatividade e desta vez para refletirmos sobre algo que tem sido um verdadeiro ladrão de tempo, de sentimentos e de emoções, que são as "redes sociais". O termo foi colocado entre aspas de forma proposital, pois o autor não vê tais sites viciantes como redes sociais.
  Redes sociais, no verdadeiro sentido da palavra, existem desde o início da humanidade, pois o ser humano foi feito para viver em sociedade, trocar gestos afetivos, como um abraço (que comprovadamente tem efeito terapêutico), um aperto de mão, entre tantas outras formas de afeto que só são possíveis através do contato real(e tais formas de afeto são imprescindíveis para  uma sociedade mais harmônica).
  Até meados da década de 90 era comum visitarmos as pessoas e recebermos visitas em nossas residências, sendo que boa parte das pessoas não tinham telefone(e não estou me referindo ao celular, que nem existia no Brasil e em boa parte do planeta até o início da década de 90), trabalhavam muito mais do que hoje(eis a "mágica" que as "redes sociais" ajudaram a fazer: as pessoas trabalhando menos e tendo menos tempo livre para o próximo, posto que muitas profissões desapareceram ou desaparecerão devido à tecnologia e outras requisitam menos tempo - e menos pessoas - trabalhando para exercer o mesmo ofício). Sim, com toda certeza não é a nossa atividade profissional o maior obstáculo ; o maior obstáculo é o tempo que desperdiçamos nas "redes sociais" e nos whatsapps da vida desperdiçando tempo e energia com coisas fúteis(sim, quem tem disponibilidade para passar 2 horas seguidas compartilhando o que vê no facebook ou no whatsapp, com toda certeza teria tempo de visitar um amigo ou receber alguma visita, ainda que more nas maiores cidades do planeta).
  Muitos podem argumentar que passamos a conhecer mais pessoas, algo que o autor deste blog concorda em parte, pois passamos a ter alguns conhecidos reais e muitos conhecidos virtuais, sendo que boa parte dos conhecidos reais não se tornam nossos amigos. O autor pede licença para usar uma expressão (não muito delicada) :  é uma verdadeira balela essa história de que temos 500, 600, às vezes até 1000 ou mais amigos de facebook. Não se tem tudo isso, pois boa parte dessas pessoas são apenas um número(como somos números nos bancos, nos cadastros das instituições públicas ou privadas, na nossa identificação, etc).
  O resultado de tudo isso: a depressão -  doença que existia, antes do advento da Internet, em proporções bem menores que as atuais - é hoje uma verdadeira epidemia, sendo a 2ª doença que mais tem causado afastamento das atividades profissionais. Detalhe: as pessoas tem se sentido cada vez mais sozinhas e para mascararem isso, recorrem às "redes sociais" para afastarem-se da solidão, mas continuam a se sentirem mais sozinhas. A cocaína virtual( assim o autor denomina as "redes sociais") faz com que as pessoas sintam-se cada vez mais dependentes das "redes sociais", afetando sua qualidade de sono, tornando-se frequentes as enxaquecas e ainda adquirindo uma verdadeira preguiça mental quando o assunto é ler(o autor tem consciência que a maioria dos leitores não chegará nesta parte do texto). Basta observamos que quando estamos aguardando um atendimento num consultório ou num escritório, quando estamos aguardando um voo, quando estamos aguardando uma loja abrir, por exemplo, criamos o hábito de ficarmos olhando o whatsapp ao invés de lermos um livro ou uma revista. Um detalhe: o autor afirma com 100% de certeza que nenhuma das mensagens de whatsapp, facebook ou qualquer uma dessas demoníacas invenções é urgente. Como ter certeza de tal afirmação? Muito simples: quando temos algo urgente, ligamos imediatamente para a pessoa com quem precisamos falar algo.
  O autor encerra esta publicação (mas sem esgotar o assunto) , respeitando aqueles que vierem a discordar do blog e ao mesmo tempo propondo celebrar a amizade num encontroa se realizar em minha residência no próximo sábado (19/05/2018) às 17:00h.  Sim, é no sentido real e o endereço e como chegar pode ser obtido ligando para (79)-32312401 (por questões de segurança só será passado o endereço para quem o autor realmente conheça, já que esse encontro prioriza qualidade ao invés de quantidade) , pelo e-mail marceloalvarenga@yahoo.com.br ou através de um comentário nesta postagem(neste caso, você se identifica e passa seu e-mail ou telefone).
  Fiquem com Deus !!!
  Beijos no coração de cada um.

  Marcelo Alvarenga